QUAL PROFISSIONAL “PSI” DEVO PROCURAR?


psicologia e psicanalise 300x225 - QUAL PROFISSIONAL "PSI" DEVO PROCURAR?

As dúvidas são recorrentes: “qual sua abordagem?” “a psicanálise é uma abordagem da psicologia?” “você pode receitar remédios?”

Então, resolvi falar um pouco sobre o tema, para ajudar aqueles que querem escolher um profissional “psi”.

    1. Psiquiatria: é uma especialização da medicina, que por tratar doenças da mente muitas vezes divide campo com a Psicologia. Em geral, temos uma perspectiva orgânica, ainda, que alguns profissionais pratiquem também a psicoterapia;
    2. Psicoterapia: é o campo prático que aborda o sofrimento do sujeito. Assim, quando falamos em psicoterapeutas isso diz, apenas, que aquele profissional “trata” o sofrimento. Contudo, o embasamento dessa prática pode se originar das diversas “psicologias”, da psicanálise, etc;
    3. Psicologia: surgiu com Wundt, tornando científico o estudo das funções mentais. Assim a psicologia é uma ciência que apresenta a análise e explicação do funcionamento da mente ou dos comportamentos. O conhecimento próprio da psicologia é utilizado para além da clínica, podendo estar em organizações, grupos, hospitais, etc. Na clínica, a psicologia busca orientar e tratá-lo naquilo que se apresenta como impasse;
    4. Psicanálise: a psicanálise é praticamente contemporânea a psicologia e surge com Sigmund Freud, sendo praticada pelo psicanalista ou analista. É um método clínico que considera o inconsciente no tratamento do sofrimento. Ou seja, o psicanalista não atuará com o sujeito naquilo que ele já conhece, não há orientação frente ao impasse. Há, sim, um trabalho sobre a questão inconsciente que está na base de suas problemáticas, visando o surgimento de algo novo, uma reinvenção do sujeito. Assim, ainda que muitas vezes compreenda-se que a psicanálise é uma abordagem da psicologia, na realidade, temos aqui uma ciência independente. Os psicanalistas podem ser médicos, psicólogos ou outros profissionais que, após longos estudos no campo da psicanálise, se autorizaram como analistas. O que ocorre é que o caminho mais comum é que o profissional tenha se formado em psicologia e, em seguida, dado continuidade a sua formação psicanalítica;

Nota-se, então, que um único profissional pode ter mais de uma formação, mas, a sua atuação na clínica será orientada pelo manejo próprio da sua visão de homem.

Quando você estiver buscando um profissional para lidar com os seus sofrimentos e impasses, claro, que alguns títulos, indicações, além de outros critérios, farão com que você entre em contato com um ou outro profissional. Mas, é fundamental que você agende uma primeira sessão, para conhecê-lo pessoalmente e perceber se há ali escuta para o seu sofrimento.

Uma série de fatores poderá levá-lo a um ou outro profissional, mas se não houver escuta ali não haverá processo, seja ele qual for.